domingo, 18 de dezembro de 2016

Um sentimento destruidor de relacionamentos

Se liberte desse sentimento porque ele acaba com qualquer relacionamento!
Provavelmente você já deve ter ouvido isso várias vezes se é uma pessoa ciumenta, e eu sei que não é nada fácil, principalmente se seu namorado(a), mulher ou marido for de boa aparência e ter uma boa condição de vida. Caso você não seja essa pessoa pode continuar a leitura porque acho que você conhece alguém que tem ciumes até dos amigos.
Eu era essa pessoa, tinha ciumes do meu pai, das minhas coisas, do meu quarto, dos meus amigos e do meu namorado, mas ao contrário da maioria, eu sabia disfarçar a maior parte das vezes que batia aquela crise. Aos poucos Deus mostrou o quanto isso fazia mal a mim e que afetava meu relacionamento, e hoje posso dizer que esse sentimento dentro de mim não existe mais.
Recentemente alguém chegou para mim e comentou o quanto estava sofrendo por conta do ciumes e que não conseguia ficar calada perante esse sentimento, tudo o que eu pude dizer foi "você consegue", então tirei o foco dela e voltei para mim dizendo as seguintes palavras:
Eu não tenho marido ainda, mas sei que quando eu tiver não vai ser fácil e sei que vai haver momentos de atritos entre nós, afinal as mulheres pensa diferente dos homens, mas com sabedoria divina tudo da certo, eu irei o elogiar bastante porque homens amam que a gente encha a bola deles, terei conversas abertas sobre o que ele gosta e o que ele gostaria que eu fizesse para ele nos nossos momentos íntimos. Você tem o seu amor, anos de convívio, então aproveite, cuide dele. Eu não tenho o meu, mas você tem, então preserve, seja carinhosa, se arrume bem para ele, faça o que ele gosta e ponha tudo nas mãos de Deus, então quando o ciumes bater, chegue mais perto dele e o dê uma abraço não o dizendo uma palavra, você vai ver como tudo vai mudar.
Eu não sei se essas minhas palavras irão ser observadas por essa pessoa, espero que sim, e espero que você leitor também as ponha em prática, não é fácil, mas se fosse eu, com certeza tentaria.

Nenhum comentário: