segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Escolhas

"- Eu compro ou não?
- Festa ou ficar em casa?
- Nutrição ou terapia?
- Falo a verdade ou é melhor ficar na minha?"
São perguntas aparentemente simples no cotidiano, mas que faz grande diferença na vida pessoal conforme a escolha que segue. A nossa vida é feita de decisões e as escolhas que fazemos ficam marcadas, as boas e as ruins.
Tem coisas que não paramos pra pensar que é necessário escolher, apenas fazemos por impulso, literalmente "sem pensar" e por isso infelizmente pode trazer conseqüências terríveis. 
Obedecer, ouvir, falar, parar, prosseguir, esperar entre tantas outras coisas que fazemos ou deixamos de fazer sem dar oportunidade a escolha e ir apenas diretamente para a decisão.
O nosso primeiro e grande erro é não escolher se obedece ou não, não paramos pra pensar que obedecer é uma escolha e decisão forte, apenas somos levados pelo momento, e depois sofremos as conseqüências.
Posso citar um exemplo triste que ocorreu na noite deste domingo (12/08), uma adolescente de 15 anos estava em uma carreata de política, subiu em um paredão de som mesmo uma determinada pessoa falando que não subisse, aconteceu que a garota desequilibrou e caiu, levaram ela imediatamente para o hospital desmaiada, mas ela não resistiu e veio a óbito durante o percurso. Foi uma fatalidade e dou meus pêsames a família.
Isso mostra o quanto precisamos ter cuidado em tudo que iremos fazer, precisamos para pensar e escolher o que é certo, ver se não trará problemas futuros. E, falamos "vivo o presente, o futuro a Deus pertence." Realmente, o amanhã é desconhecido e não podemos ficar pensando no que vai acontecer, e sim, no agora. Mas é nossas escolhas do "agora" que afetará o "depois". Por isso viva o presente, mas faça as escolhas que tem que fazer antes das suas decisões e seja cauteloso, reflita bem, veja todas as possibilidades de acertos e erros que essa escolha pode causar.
As minhas e as suas escolhas podem nos levar a vida ou a morte.

Nenhum comentário: