quinta-feira, 24 de maio de 2012

Em defesa da Verdade

 Algumas doutrinas pregam que Jesus é "criatura”, ou seja, foi criado. Mas se assim fosse, Ele não seria Deus Filho como apresenta nas Escrituras Sagradas. Também pregam que a trindade não existe, e que o Espírito Santo é uma "força". Porém a Bíblia é clara ao mostrar que Jesus sempre existiu, desde a fundação, e que  junto ao Pai e ao Espírito tudo criaram.
 "No princípio criou Deus os céus e a terra. A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas " Gênesis 1: 1-2
 "E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança;" Gn 1: 26 - Isso nos mostra que Deus Pai não estava só quando criou todas as coisas. O texto acima aponta o Espírito antes da criação e na criação. Alguns entendem o Espírito como "uma presença” ou uma força, mas em João 14 desmente isso, quando Jesus promete a vinda do Consolador, o Espírito Santo.
" E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador" (v. 16) - O “outro Consolador” não pode ser Jesus, porque Jesus pede ao Pai que o envie, e não pode ser o Pai, porque seria redundante Jesus pedir ao Pai que envie a Si mesmo;
" o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem o conhece" (V. 17) - O “outro Consolador” é o Espírito da Verdade, e também é o Espírito Santo .
"mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome" (V. 26) - Então o “outro Consolador” é uma pessoa, pois será enviado pelo Pai (não é o Pai) e não pode ser Jesus.

Pronto, está provado que o Espírito Santo existe, sempre existiu  e é uma pessoa.
Agora veja o que a Bíblia fala da pessoa de Jesus Cristo. Colossenses 1: 15-23
 "Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele." (V. 15-16) - Ou seja, se tudo foi criado para Ele, então não tem como Jesus ser criado depois.
"Ele é antes de todas as coisas, e nele subsistem todas as coisas; também ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio, o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência, porque aprouve a Deus que nele habitasse toda a plenitude, e que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra como as que estão nos céus.(V. 17-20) - O texto mostra que Ele existiu primeiro, antes de tudo. Mostra também que essa pessoa não é o Deus Pai, pois foi Jesus quem veio morrer pelos nossos pecados.
E Paulo faz uma advertência, para que tenhamos fé,  acreditemos na Palavra e que a estudemos por que é por meio de Jesus que temos salvação.
"A vós também, que outrora éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más,  agora contudo vos reconciliou no corpo da sua carne, pela morte, a fim de perante ele vos apresentar santos, sem defeito e irrepreensíveis,  se é que permaneceis na fé, fundados e firmes, não vos deixando apartar da esperança do evangelho que ouvistes, e que foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, fui constituído ministro."(V. 21-23)