terça-feira, 27 de março de 2012

Onde está a verdade?

Estevão foi o primeiro mártir de muitos que houve. A Igreja obrigou os seguidores de Jesus a escolher entre aceitar as falsas doutrinas e as cerimônias pagãs do catolicismo, ou a prisão e morte. A “Era Escura” se estendeu do ano 100 a 300 da nossa era.
No ano 476 A.D., as tribos bárbaras venceram o império romano e o líder que estava em Roma, conhecido como bispo de Roma se engrandeceu, tornando-se a cabeça e
toda a Igreja.
A Bíblia não era conhecida pelos membros, em parte porque só existiam cópias manuscritas, mas principalmente porque os lideres da Igreja tinham medo que as pessoas estudassem as Sagradas Escrituras e viessem os questionar, tal como a imortalidade da alma, adoração dos santos, a questão do purgatório e a observâncias do domingo, doutrinas da Igreja que não vem de encontro com a palavra do Senhor.
No séculoVI, os bispos de Roma exerciam forte poder sobre a maioria das Igrejas cristãs, no qual tendo o papa como cabeça, esse comando ficou conhecido como papado. Em 538 A.D. o poder papal governou por 1260 anos, segundo a profecia de Daniel e João. Esse período de supremacia papal terminou em 1798, quando o papa foi tomando como prisioneiro.

(Coliseu de Roma, simbolo dos mártires.)
No transcorrer dos séculos os cristãos rodeados pelo paganismo foram afetados por seus erros, mas continuaram a considerar a Escritura Sagrada como única regra de fé, aceitando muitas de suas verdades. Os valdenses foram os primeiros dentre os povos da Europa a obter a tradução da Bíblia. (Hoje não existe mais os martires e as Sagradas Escrituras estão abertas para todos, porém a maioria continuam cegos pelas tradições e paganismos dentro do cristianismo.)

Nenhum comentário: