quarta-feira, 28 de setembro de 2011

A besta, desvendando o Apocalipse

“E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta.
E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis.” Apocalipse 13:15-18

O livro do Apocalipse é cheio de simbologia, e para poder entendê-lo você precisa estudar toda  a palavra. A resposta para todas as perguntas se encontra somente na Bíblia.
.- A primeira palavra a descodificar é a palavra "besta". A explicação não nos é dada no décimo terceiro capítulo do Apocalipse, onde João apenas descreve a besta. Será que podemos encontrar esta palavra noutra passagem da Bíblia? 
No velho testamento, o livro profético chamado Daniel, escrito pelo próprio, aí encontramos a definição que procuramos: Uma besta significa "um reino sobre a terra". Portanto, uma besta em linguagem bíblica tem de representar um reino, poder ou nação. "Disse assim: o quarto animal será o quarto reino na terra, o qual será diferente de todos os reinos; e devorará toda a terra, e a pisará aos pés, e a fará em pedaços." (Daniel 7:23). Podemos ver claramente agora que “a besta”  se trata de um reino ou um poder dominante.
- No sétimo capítulo de Daniel são descritas quatro bestas diferentes que sobem do mar. A primeira semelhante a um leão, a segunda a um urso, e a terceira a um leopardo, e surge então uma quarta besta difícil de definir, que a Bíblia descreve como tendo características de um dragão.
Se as estudar aprofundadamente, vai descobrir que elas relatam acontecimentos históricos desde o início da história deste planeta até aos dias de hoje. Elas começam por descrever o reino dominante de outrora, o rico e poderoso reino da Babilônia: "Reino Leão", simbolizado no segundo capítulo por uma cabeça de ouro. Posteriormente surge o reino Medo-persa: "Reino Urso", em seguida a Grécia: "Reino Leopardo" conhecido pelas suas rápidas conquistas, e por fim vamos deparar-nos com o terrível e devorador reino de Roma: "Reino Dragão".O império Romano conquistou a Grécia. É-nos revelado que a besta que estamos a tentar identificar, receberia o seu poder de Roma, e que obteria grande autoridade. Há apenas um poder que recebeu a autoridade de Roma: O Papado. Numa pintura que se encontra no Vaticano, mostrando o Papa a receber posse de Roma pode ler-se: "Constantino oferece Roma de presente ao Papa."
- Referente ao versículo 15 que fala da "imagem da besta” se trata de características do original. Uma característica típica do papado é que ela usa o poder de um estado para pôr em vigor leis religiosas. Durante a idade média tornou-se claramente evidente, pois sabemos que muitos milhões de pessoas foram exterminadas por não acatarem as suas leis.
- A marca especial da besta, e também da sua imagem, é que ela quebra descaradamente os mandamentos de Deus. Daniel ao descrever o mesmo poder, diz que: "cuidará em mudar os tempos e a lei..." (Daniel 7:25).
Sabia que é exatamente isso o que papado tem feito? esta questão tem sido mantida em silêncio de maneira notável. 
Se comparar os 10 mandamentos de Deus em Êxodo 20:3-17 com o catecismo da igreja católica, vai descobrir que o segundo mandamento foi totalmente omitido. Este mandamento proíbe a veneração de estátuas.
Mas atenção: não foi apenas o segundo mandamento que a Igreja Romana omitiu. Mais grave ainda, foi terem removido o selo de Deus, da lei! Antigamente era costume selar-se documentos para os oficializar. Um governador colocava o seu selo numa lei para demonstrar que a aceitava, e também que esta não poderia vir a ser alterada. Ao constatarmos que o selo de Deus está imprimido na Sua lei, é na verdade impossível anulá-lo. Um selo contém o nome, o título e o domínio de um governante. Nós encontramos essa informação, bem patente no meio da lei de Deus, isto é, no quarto mandamento. Você mesmo pode certificar-se ao ler os versículos 8, 9, 10 e 11 do Êxodo 20. A "desulpa" que todos dão é que Jesus aboliu a lei, pois curava aos sábados, por exemplo em Lucas 13:10-17 , mas desde quando curar é trabalhar e transgredir?
Este mandamento é o único em que Deus pede para que lembrasse, e é o mais longo e mais relatado em toda a Bíblia. Esse selo é o sábado, o sinal entre Deus e o seu povo e que identifica Deus como o Criador; “E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera.” Gênesis 2:3
“E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para proclamá-lo aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo.
Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.” Apocalipse 14:6-7

Os que recebem a marca da besta são os que obedecem a suas leis a “observância do domingo” em vez do memorial da criação. E pra provar que tudo aqui escrito é a verdade, veja que foi o imperador Constantino que mudou a guarda do sábado para o domingo o mesmo que entregou Roma de presente ao papa, sem contar que antes ele era adorador do deus sol, onde o dia do sol é o domingo .(Wikipédia - Povos pagãos antigos reverenciavam seus deuses dedicando este dia ao astro Sol o que originou outras denominações para este dia, em inglês diz-se Sunday, e no alemão Sonntag, com o significado de "Dia do Sol") Apocalipse 13:15-18 revela os ultimos dias onde todos terá que quardar o domingo severamente, mas os verdadeiros cristãos sofrerão, serão perseguidos por continuarem quardadando a palavra de Deus, a observancia do sábado, dia do Senhor.

De modo algum estou querendo afrontar os cristãos católicos, apenas estou mostrando que a palavra de Deus é clara e verdadeira basta analisar as escrituras. E não é apenas a Igreja Romana, mas toda igreja que não guardam todos os mandamentos de Deus ou que não pregam Jesus como nosso salvador, é a igreja errada onde a adoração é ao inimigo.

“Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus Cristo.” Apocalipse 14:12

Nenhum comentário: